terça-feira, 24 de julho de 2012

Corrida Samsung Hope Relay


Olá amigos corredores.
Neste domingo, (22/07), eu participei da "Corrida Samsung Hope Relay",  no Anhangabau, SP.
A prova ofereceu as distâncias de 5Km e 10 Km (individual e em duplas).
A largada foi as 8 horas.
Eu percorri os 5km em 20:14.
Quem me deu o premio foi o humorista Felipe Andreoli, que até tirou uma "onda", do meu sobrenome e também o meu tamanho. Foi muito divertido, veja o vídeo abaixo.
Eu também tive a honra de conhecer o grande atleta Vanderlei Cordeiro de Lima.
A partir do primeiro km percorrido por cada corredor com o app Hope Relay,  a Samsung fez uma doação de R$ 1,00 por km para o Instituto Vanderlei Cordeiro de Lima (IVCL).

Fotos:

Minha chegada



Desaquecimento

Eu e Vanderlei Cordeiro de Lima


As ultimas três fotos foram extraidas de www.webrun.com.br


Minha chegada

Premiação

Entrevista


sexta-feira, 13 de julho de 2012

Hoje é Dia de Rock

Viva o Rock and Roll!!!

Com qual bebida eu vou?!

  Já ouvi muitas crianças que tem o sonho de voar como um passarinho. Assim, como há vários adultos que dizem que este seria um grande superpoder. Isso não é de hoje.
  Santos Dumont, o pai da Aviação. Inventor do relógio de pulso, (graças a Deus ele inventou este modelo. Já pensou a vida de um corredor sem o relógio de pulso?!).
  Dumont também tinha o sonho de voar. E foi em 23/10/1906, na França, que ele impressionou o mundo como o primeiro brasileiro a fazer um voo de avião. (Vou escrever assim, porque tem muita polêmica em quem inventou o avião e quem fez ele voar primeiro).      Ai, você meu caro amigo corredor pensa: “O que isso tem haver com o seu blog de corrida Jéssica?”.
  Bem, hoje eu lembrei que no inicio da minha carreira, eu tomava uma bebida muito famosa, que muitos atletas e não atletas consomem, principalmente para dar aquela energia e despertada. Excelente para antes de uma prova, não?! 
 Pois bem. Para ficar mais claro sobre a tal bebida, os comercias sempre falam que ela “dá assas” a pessoa. 
 E eu acho que no fundo, este seria um maravilhoso superpoder, para os corredores, não?
 Claro que o produto não faz ninguém voar literalmente, já pensou? Mas, ao contrário, ela me deixava mais agitada, imperativa e nervosa, antes da competição.
 Fora o gás que a bebida apresenta. Uma bomba!
 Até que um belo dia, meu terapeuta holístico, (que chique não?). Seu Levadinha, cansado que me ver muito doidona e "espirofetada" (olha eu inventando palavra), antes do tiro de largada. Disse-me: “A partir desta competição, a senhorita nunca mais vai beber esse ‘negócio’”. Eu não bebi. 
 Nunca me senti tão equilibrada e calma antes de uma prova. E corri bem, confiante e adivinha? Foi a primeira vez que eu venci uma prova na geral feminina, de ponta a ponta. 7 de Setembro de 2008, Corrida da Independência a distância de 5 Km, organizada pela “JJS Eventos”.
  Lembro como se fosse hoje, principalmente o escândalo que o meu terapeuta holístico deu na chegada. Pensei que ele iria ter um treco, ou que ele tinha consumido a tal bebida no meu lugar. 
 Depois disso, eu prefiro ficar com o tradicional: água e maltodextrina.

 Bons treinos pessoal!!

sábado, 7 de julho de 2012

Encontro com ídolo

 Assim como todas as minhas colegas de escola eram apaixonadas pelos astros das novelas e da música. Ou com o sonho de serem uma grande top model. Eu era apaixonada pela corrida e com o sonho de ser a melhor maratonista do mundo. Ao invés das novelas ou das passarelas eu assistia às corridas.
E ficava maravilhada com a performance dos africanos. Afinal, eles ganham todas, não?!
 Até que um belo domingo, excelente para uma maratona. Eu e papai prestigiando mais uma prova de rua, vimos uma atleta brasileira branca e baixinha, liderando. Ela chegou muito bem e com vários minutos de distancia da segunda que era africana.
Eu me identifiquei muito com ela, fisicamente.
Nesse momento eu descobri que na corrida o que vale mesmo é treino, alimentação, descanso, garra e ousadia. O que aquela atleta tinha e muito. Principalmente os dois atributos finais. Seu nome: Márcia Narloch.
Pra que admirar Gisele Bündchen se eu posso ser fã de carteirinha da Márcia?!
Passando alguns anos eu fui correr na USP. A prova tinha duas distâncias, e eu fiz a menor.
Foi à primeira corrida que eu fiz na Corpore, e na USP. Corri muito bem. Eu e paitreinador estávamos comemorando o resultado, quando o locutor gritou com muita empolgação: “Márcia Narloch está chegando!”
Ela ganhou a meia, com uma boa vantagem da segunda, uma africana.
 Depois de um tempo, ela passou perto de onde estávamos e meu pai a chamou. Nós dissemos que éramos (e somos) seus fãs e que admirávamos muito o seu trabalho. E que eu tinha corrido os 6 km.
Conversamos pouco, mas ela foi super simpatia e atenciosa conosco.
 Eu nunca esqueci deste dia, ou melhor, nós nunca esquecemos deste dia maravilhoso e emocionante.

Bons treinos pessoal!!!

quinta-feira, 5 de julho de 2012

A minha primeira aventura




Em 1º de maio de 2003, eu fiz a minha primeira competição. Foram apenas 3 Km, mas que pareceram uma maratona. Rsrs!!
No dia eu estava tão nervosa, que o meu pai resolveu me acompanhar pelo percurso. Logo nos primeiros metros eu parei, pensei que iria “morrer”, principalmente de sede.
Mas papai, como sempre muito paciente e compreensivo disse: “Vamos caminhar. O importante é completar o percurso”. E assim foram eu, papito e a ambulância, - que acompanha o ultimo colocado.
Faltando uns 400 metros para terminar, ele falou: “Se você quiser terminar logo, acelera. Vamos ultrapassar essas crianças e mulheres, e fechar com uma excelente chegada”.
Foi sofrido, mas depois veio uma sensação tão gostosa e de paz que eu pensei: Se eu consegui fazer 3 Km e ainda passei um pessoal na chegada. Posso muito bem treinar mais e correr vários quilômetros e em muita mais velocidade.
 Foi a primeira e ultima vez que eu corri com a ambulância.

P.S Essa prova foi em Guarulhos, SP e eu completei o percurso em 22 minutos.

A primeira corrida a gente nunca esquece!!!

segunda-feira, 2 de julho de 2012

17ª Corrida dos Bombeiros 2012

   
Olá amigos, como vão? Neste ultimo domingo (1º/07), eu participei da "17ª Corrida dos Bombeiros", no Ipiranga, organizada pela Corpore.
É sempre muito agradável essa prova, começando pelo cenário lindo e a empolgação dos demais atletas. O clima estava muito bom para correr, ao contrário de outros anos que eu corri com temperatura bem abaixo de 10 graus. Os primeiros 5 Km foram até muito rápido, mas depois com a chegada da Av. Nazaré, ai o "bicho pegou".
Fiz o percurso de 10 Km em 43:07.
Parabéns à todos que correram.
Até a próxima pessoal!!

Vídeos:





Fotos:
 Fonte: Webrun


 Eu e o Miguel
 Eu e meu treinador



 Aquecimento

Saída