sábado, 31 de dezembro de 2011

Feliz ano novo!!!

Olá pessoal!
Passei para desejar um feliz 2012.
Muita saúde e quilometros de felicidade, alegrias, pódios, medalhas, troféus e excelentes resultados.
Beijos caros amigos corredores!!!

segunda-feira, 12 de dezembro de 2011

3º Corrida Internacional Guarulhos

Olá pessoal. Como vão?
Neste domingo (11/12), corri a "3º Corrida Internacional Guarulhos". A prova ocorreu na frente  do Bosque Maia - o "pulmão" da nossa cidade.
A prova foi muito bem organizada. A elite feminina saiu 5 minutos antes dos demais. O clima estava ótimo para correr ao contrário da "subidinha simpatica" que encontramos no meio do caminho, que eu confesso, quebrou o meu ritmo, viu!. Eu completei os 10Km em 42:40.
Correram um pouco mais de dois mil atletas!

Veja fotos:

A campeã feminina: Nelly Jepkurui

 Jaciane Barroso Araujo

Tatiele Roberta de Carvalho 3º colocada feminina.


Eu no aquecimento

Amigos da equipe Bravus


Maria Margarida e família



Elite feminina eu estou no meio!



Eu com uma expressão ótima
A medalha muito bonita

Vídeos


Entrevista minha minutos antes da largada. Estou ficando importante.


Largada feminina

Eu durante a corrida


Minha chegada

Bons treinos e até a próxima.

domingo, 27 de novembro de 2011

Top 10 melhores Corpore: 6ª colocada

Gente, estou muito feliz por que descobri que finalizei esta temporada ocupando a 6ª colocação no ranking Top 10 melhores da Corpore.

2ª Corrida Guarulhos nos Bairros

Gente! Hoje eu participei da "2ª Corrida e Caminhada Guarulhos nos Bairros", ou como já está sendo conhecida pelos atletas como A Corrida do Seródio, porque fica no bairro desse nome. Foram 5,3 Km e eu consegui fechar com 20min25s. O evento é promovido pela Igreja Batista em Cidade Seródio pelo esportista Wagner Bento e também pelo Prof. Edson, também conhecido como Pezão e o pastor Ismael Luiz dos Santos. O clima estava agradável para correr, foi servido café da manhã para todos (eu não bebo café), a comunidade da igreja estava eufórica com o acontecimento e me recebeu muito bem, inclusive fui paparicada porque já havia vencido a edição do ano passado.

O campeão masculino Semei Nogueira, eu (venci novamente) e a segunda colocada feminina Renata Domiciliano


Eu e seu João Baptista Ruza


Meu troféu de bi-campeã


Eu com o mais o novo integrante da prateleira.

Vídeos: Parte 1


Parte 2
Parte 3




 Parte 4 


Nos vídeos 2 e 3 são os meus pais gritando, não se preocupem, eles fazem sempre isto, já estou acostumada, pais corujas!

 Bons treinos e até mais.

segunda-feira, 7 de novembro de 2011

3º Corrida Shopping Internacional Guarulhos

Olá amigos!!! Como vão??? E os treinos???
Neste domingo (06/11), ocorreu "3º Corrida Shopping Internacional Guarulhos". Em uma manhã maravilhosa, com clima ótimo para correr e uma bela paisagem, (bem, eu sou suspeita para falar, afinal eu sou guarulhense e amo a minha cidade).
O percurso de 5 Km foi quase todo no estacionamento do Shopping com subidinhas bem legais!


Os campeões:
Rozilene Silveira de Jesus da equipe K10, completou o percurso com 18:32.
No masculino, Vanderlei Alves Tiburcio da equipe Arena Projetos/Sucos Nanico, com 15:05.

Me aquecendo antes da prova

Concentração na largada

Vamos correr

Durante a prova

Não reparem. Este é o meu PaiTreinador falando no video.


Minha chegada. Conclui com 20:38 e 8º na geral feminina.

Parabéns à todos!

Bons treinos e resultados!

sexta-feira, 14 de outubro de 2011

O perfil do meu treinador


Álvaro Levadinha (Alvinho pai e treinador) é paulistano e reside em Guarulhos desde 1956. Discípulo de Joe Weider começou a praticar ginástica e esportes aos 16 anos. Primeiro no futebol, fundando pequenas agremiações na várzea guarulhense. Aos 17 anos também se iniciou nas corridas de rua, inspirado em Belino Constantino da Silva. Tornou-se praticante de marcha atlética, pelo Clube Esportivo da Penha,  aos 19 anos, disputando provas de 2mil a 20 mil metros entre campeonatos paulistas, as disputadíssimas 12 horas de São Caetano e torneios em Minas Gerais e Rio de Janeiro. Venceu a Marcha da Independência e recebeu o título de Marchador Revelação de 1974. Em 1976 abandonou a marcha atlética e voltou às corridas de rua. A seguir começou sua jornada no futebol profissional  no departamento de esportes do Paulistano Futebol Clube de Jundiaí, ocupando cargo de auxiliar técnico. Abandonou as disputas nas ruas aos 50 anos para assessorar a minha carreira de atleta. Fez cursos profissionalizantes de  massoterapia e reflexologia podal. Interessa-se em melhorar o meu marketing pessoal e faz cursos profissionalizantes nas áreas de marketing esportivo e psicologia do esporte. Jornalista online, criador e redator do folhetinho.jex.   É o meu treinador exclusivo, não alugo nem empresto pra ninguém.

quarta-feira, 12 de outubro de 2011

Inconsolável

Estou na baia de largada da 8ª Corrida Santos Dumont, no dia 12 de outubro. Os organizadores extraviaram o meu kit. Eu estava inscrita nos 10 km. O próprio José João falou para o meu pai e treinador que não poderia fazer nada. Então o papitreinador escreveu uma tabuleta e fixou-a com alfinetes no meu peito. Depois me disse: Entra nos 5 km, voa feito  águia e passa pelo funil de chegada. Juro que eu curti muito isso. Logo nas primeiras passadas colei no pessoal dos 10 km e fechei os 5 km 5 minutos antes da segunda colocada. Foi um arraso passar pela fita de chegada, receber os aplausos da galera e depois escutar o locutor avisando que não tinha valido nada. O meu pai foi até ele lhe disse que valia sim, que eu estava inscrita e ganhara a competição. Cinco minutos depois chegou a segunda colocada e corremos novamente para o locutor , comemorando.  Foi um treino de luxo: pagamos 85 reais para correr no Pelotão Premium, não recebemos medalha, troféu, camiseta, cereais, nem um copinho de água me ofereceram.

Inconsolada na baia de largada da 8ª Corrida Santos Dummont. Os organizadores sumiram com o meu Kit de Atleta e corri sob protesto com um aviso em lugar do número de peito: "JJS NUNCA MAIS"!

Venci e nem me entregaram um simples copinho d`agua.

JJS "tô fora"!

A furia: mais de perto

Na tenda do kit antes da competição e os olhares preocupados dos responsáveis pela tenda.


Mais uma foto.

Meu número feito pelo designer Alvinho.

Foto da chegada

Vídeo da minha chegada!

Bons treinos pessoal!

segunda-feira, 10 de outubro de 2011

A primeira subida a gente nunca se esquece

  Uma das queixas mais frequentes que ouço dos meus companheiros de asfalto é a "temita e cruel" subida. Estou colocando aspas, por que, aprendi que tudo que você mais tem dificuldade é justamente o que você tem que trabalhar com maior intensidade e amor. Para mim a subida é assim.
  Conhecei a correr assistindo à atleta Marcia Narloch ganhando diversas provas, principalmente sobre as africanas. Todos sempre falavam que: "para elas não tinha ninguém à altura". Eu fico feliz em saber que tivemos a Narlock (com seus 1,53) no Brasil para romper o estereótipo. Assim, como a melhor maratonista do mundo Paula Radcliffe, britânica, loira, branca e 2:15:25 na Maratona, (lembrando que ela não tem nada de baixa estatura, pelo contrário).
Aqui começa o meu marcador de aventura.
Contei ao meu pai e também atleta (e até hoje meu treinador), sobre o meu desejo em evoluir e crescer no esporte. Desde o início recebi o seu apoio.
Assim, com uns 10 ou 11 anos, iniciamos com as caminhadas e depois muitas guloseimas para repor o que eu perdia. Claro, eu perguntava para ele quando começaríamos a correr pra valer, e papai, sempre muito calmo e com um sorriso no rosto dizia: "Cada treino na sua época".
  Foi assim por vários meses .Depois começamos a fazer uma ou duas voltas na pracinha ou na pista. Até que consegui 10 voltas (4 km), sem parar. Foi maravilhoso! Lembro com grande alegria!
  Em mais um dia de treino, voltando caminhando para casa ,tempo ensolarado, eis que uma chuva repentina caiu. Só se ouvia o barulho de São Pedro "arrastando os moveis" para todos os lados. Meu paitreinador disse: "Vamos correr". obedeci. Era a primeira vez que corria na rua. Senti-me como um passarinho que acabou de sair da gaiola e só pensava em voar, voar e voar, cada vez mais rápido e alto. Não sou ave e muito menos consigo voar, mas tenho pernas e velocidade e no meio da correria tinha uma subida, sim. Confesso que foi mais emocionante e divertido do que correr meus primeiros 4 km na reta.
Só parei quando cheguei em casa. Cansada e eufórica, mas com aquele gostinho de quero mais. E... Cadê o meu pai? Depois de um tempo lá veio ele, (acho que até mais cansado do que eu).
e me disse: "Como você consegue ter tanta velocidade na subida"?
Assim começa o primeiro capítulo com a minha mais nova companheira de percurso: a subida.
De perto ela não é tão ruim assim.
Bons treinos!!!

terça-feira, 13 de setembro de 2011

Fotos de amigos na Volta da Penha

Raimundo Almeida da Silva (4º colocado nos 5km com o tempo de 17:57), João Almeida da Silva (3º colocado nos 5Km), ambos da equipe Bravus Guarulhos) e Wagner Bento (Guarupas).


Maria Margarida Gomes (campeã na faixa e 6º na geral feminina dos 10Km, 40:23)

Benedito Donizete Gomes campeão na faixa 50/54 anos

Eduardo e Luís fazem a festa na faixa etária. Ambos são representantes da equipe Amigos do Bosque Maia

 Concentração antes da largada


Faixa 20/24 anos
Meu troféu e medalha.

Parabéns à todos e até a próxima.

81º Volta da Penha 2011

Neste domingo (11/09), no Esportivo da Penha, muitos atletas compareceram na 81º Volta da Penha. O percurso de 10Km ou 5 Km, bastante duro e dificil para muitos, não foi o mesmo para os quenianos que venceram a prova de 10K.
As mulheres sairam com dois minutos na frente dos homens, que me alcançaram no km 1,5.
A subidinha no começo não foi brincadeira e a chegada foi na pista dentro do Clube.
Eu completei os 10Km em 41:24, 7º na geral feminina e 1º na categoria 18/24.
Veja fotos e vídeos:

Pódio Feminino:
1º Rumokol Elizabeth Chepkanan (Tempo Bruto: 34:58/ Tempo Líquido: 34:54)
2º Conceição de Maria Carvalho (TB: 36:29/ TL: 36:25)
3º Maria Lucia Alves Vieira Moraes (TB: 36:47/ TL: 36:44)
4º Jucimara Felix Dos S. Mara (TB: 37:08/ TL:37:04)
5º Luzia Aluizio Mesquita (TB:38:44/TL:38:41)



Pódio Masculino:
1º Kiprotich Jacob Kemboi (TB:30:07/TL:30:04)
2º José Roberto Pereira de Jesus (TB: 30:15/ TL: 30:10)
3º Silvado Santos Viana (TB:30:20/TL: 30:17)
4º Cristiano da Silva (TB: 30:25/ TL: 30:21)
5º Marcelo José da Silva (TB: 30:28/ Tl: 30:25)


5km feminino:
1º Adriana Azuma Lobo (21:18)
2º Aparecida Fatima dos Santos (23:45)
3º Geovana Oliveira Pasos do Carmo (24:16)


5Km masculino:
1º Edmilson Chaves Ribeiro (16:26)
2º Milton Aparecido da Silva (17:31)
3º João Almeida da Silva (17:34)







Karina dos Santos Xavier que completou a prova em 53:17, 2º colocada e eu.





quarta-feira, 31 de agosto de 2011

9º Corrida Troféu Duque de Caxias

Na manhã de domingo (21/08/2011),  cinco mil atletas participaram da prova "Duque de Caxias", organizada pela Corpore, no parque Ibirapuera, em duas distâncias: 3,1Km e 10 Km.
O clima frio e chuvoso foi excelente para eu conseguir o pódio e "quebrar" o meu recorde pessoal na distância de 10Km.


Classificação
Feminino:                                                                                                                       
Silmara Izidoro Modesto -Corredores da Cuesta Botucatu
40:03.95(líquido) 40:05.00(Bruto)

  





Daniela Barcelos de Souza- Ativo/Race
40:03.55(líquido) 40:07.26(Bruto)



    





  Maria Margarida Gomes- Amigos da Bosque Maia
40:33.55(líquido) 40:34.35(Bruto)



    





4º  Jessica Messias Levadinha- Wizard
41:29.47(líquido) 41:31.64(Bruto)



    





 5º Adriana Vieira de Lima-Find Yourself
43:28.78(líquido) 43:32.91(Bruto)











Masculino:                                                                                                                                
Sivaldo Santos Viana- Corre Coristhians/M Calçados
31:28.02(líquido) 31:29.04(Bruto)










Naval Freitas- Corre Corinthians/M Calçados
31:33.88(líquido) 31:34.22(Bruto)










Marildo José Barduco-Corre Corinthians/ M Calçados
31:43.63(líquido) 31:45.55(Bruto) 
Benedito Donizete Gomes- Corre Corinthians/M Calçados







31:57.13(líquido) 31:58.43(Bruto)









Gilson Rodrigues de Miranda- Rampas Chopp&Show









32:06.01(líquido)32:08.75(Bruto)


Veja Vídeos:




Fotos









 Maria Margarida e eu
Eu correndo que nem uma maluca para a chegada!





















Parabéns!!!

































                         




domingo, 28 de agosto de 2011

50 Maratonas em 50 dias " Segredos que aprendi correndo"


Para você que busca uma inspiração a mais na corrida este livro é uma ótima escolha.
Ousadia e perseverança, estas são as palavras de ordem para Dean Karnazes, um dos corredores mais famosos do mundo.
Este norte-americano, descendente de grego tem uma longa jornada de quilômetros que muitos vivendo cem vidas não conseguirão alcançar.
Dean é daqueles caras que quanto mais melhor, não tem medo de cansaço, dor, bolhas, calos, sol, chuva, tempestade, neve... qualquer outro fator que para alguns poderiam ser motivo de desculpa para desistir.
Agora, pegue o Dean é suas correrias e junte como o também corredor, técnico, jornalista e autor Matt Fitzgerald. A fusão é um livro com narrativa fascinante e emocionante contando como Karnazes correu "50 maratonas em 50 dias".
Na obra, ele sai para uma aventura que percorre a distância de 42.195 metros todos os dias em um estado americano diferente.
Karnazes também cita dicas e sugestões deste treinamento até preparo psicológico que todo atleta necessita.
É um ótimo livro de cabeceira!

Livro: 50 maratonas em 50 dias: Segredos que aprendi correndo.
Autor: Matt Fitzgerald
Editora: Leblon
Páginas: 269
Tema: Aventura

Maratonando: Desafios e descobertas nos cinco continentes



Quando se fala de corrida logo vêm àqueles arquivos enormes e planilhas de treinadores, preparadores físicos, personais, médicos, nutricionista e outros que falam, falam e falam tudo na teoria, que chega a ser cansativo e nada cativante.
Que tal você ler algo que realmente mostra na pratica, a vida, a rotina, o desafio e o real prazer da corrida.
"Maratonando" é o que você precisa.
De uma maneira fácil e dinâmica (e como), o maratonista Rodolfo Lucena conta a sua trajetória no esporte.
Logo no inicio do livro Lucena escreve: "A corrida é um esporte individual, mas está longe de ser solitário: muita gente participa da vida de um corredor".
Podem perguntar para qualquer corredor (ou atleta de outras modalidades esportivas), para saber como é importante e fundamental ter uma ou mais pessoas oferecendo apoio e carinho a sua trajetória esportiva. Não viemos sozinhos, precisamos de mais duas pessoas que chamamos de pai e mãe. No esporte fica difícil evoluir sem um guia, - eu comecei tendo um paitrocínio. Já Rodolfo agradece a sua esposa que sempre o acompanha nas suas empreitadas.
Lucena traz em Maratonando uma leitura agradável e simples sendo uma ótima fonte de inspiração para todos, de uma pessoa que luta e batalha para dominar e ganhar do seu principal adversário: ele próprio.
Porém se você quer se inspirar num atleta de elite e com grandes recordes e marcas mundiais, este livro não é o mais indicado.

" Você pode ser um guerreiro, mesmo no povão".

Livro: Maratonando Desafios e descobertas nos cincos continentes
Autor: Rodolfo Lucena

Correr: Um pouco da história de Emil Zatopek

Correr", do escritor francês Jean Echenoz, conta a história de um homem que se transformou em uma lenda no atletismo mundial: Emil Jatopek.
A "locomotiva humana," como também é conhecido graças ao seu jeito único e nada elegante de correr, nasceu em 19/09/1922 na Republica Tcheca.
Criativo e autodidata O seu principal diferencial sempre foi suas técnicas de treinamento nada convencionais para a época, com intervalados e uma carga de quilômetros diários muito elevados, coisa que nenhum outro era "maluco" de fazer.
Vencedor de várias provas em elas a São Silvestre de 1953 no Brasil. Mas uma das suas principais façanhas foi em 1952, nas Olimpíadas em Helsinque na Finlândia, terra de grandes corredores fundistas como Paavo Nurmi, que Emil consegui três ouros: 10.000 m em 29:1760, 5.000 em 14:06.6 e a maratona em 2:23.04.
A locomotiva também bateu 20 recordes mundiais em distâncias variando de 5.000m a 30.000m.
Emil casou com uma lançadora de dardos Dana Zátopková, que nasceu no mesmo dia, mês e ano que ele e também foi campeã olímpica. Na tradição deles não se permitia o casamento se a mulher fosse mais velha que o homem, mas Zatopek veio a provar que Dana era mais nova que ele algumas horas, e então puderam se casar sem choque contra a cultura de ambos.
Zapotek parou de correr em 1958, ganhando sua ultima prova na Espanha.
Morreu em 21/11/2000 em Praga de virose agravada por derrame cerebral e complicações respiratórias.

As conquistas da Locomotiva:
- 4 ouros e uma prata olímpicos
- Ouro nos 10 mil e prata nos 5.000 m, em Londres-1948
- Ouro nos 5.000, 10 mil e na maratona, em Helsinque-1952
- 38 vitórias consecutivas dos 10 mil metros,entre 1948 e 1954
- 11 vitórias nos 10 mil só em 1949
- 18 recordes mundiais em provas de 5.000 a 30 mil metros
- Primeiro homem a correr 10 mil abaixo dos 29 minutos
- Primeiro homem a correr 20 mil abaixo de uma hora

Frases de Emil Zapotek
"Assim como nas corridas, as maiores batalhas da vida são travadas na solidão. E na vida, assim como nas corridas, o mais importante é o ato de participar, ainda que a ilusão da vitória nos dê forças para continuar lutando".

"Todo mundo dizia: você é um tolo. Mas quando ganhei meu primeiro campeonato europeu, eles disseram: Emil é um gênio".

Vale a pena conhecer a história desse gigante no esporte.

Livro: Correr
Autor: Jean Echenoz
Editora: Alfaguara
Páginas: 124
Tema: Romance



"Emil Zatopeck foi um atleta solitário que acreditou no seu potencial. Autodidata, ele não aceitou os métodos impostos pelos treinadores da época que teimavam em lógicas concretas e antigas de preparo físico. Então ele mesmo criou o seu método, fez questão de ser diferente, de correr diferente, de pensar diferente. Fez do esporte uma arte, a arte de correr com tiques, trejeitos, caras e bocas, inventou essa coisa ainda não tentada por nenhum esportista da época, a da se mostrar moribundo nas pistas para ressuscitar na glória de chegadas fulminantes. Ele estava adiante do seu tempo, fez carreira e fez fama, e soube absorver como nenhum outro as emboscadas do destino. Inovação, revolução, criação de novos horizontes, a manutenção da luta renhida nos caminhos da vitória, essa são as lições que Emil deixou para o mundo do esporte. Se queremos progredir na carreira, penso eu, teremos que criar o nosso próprio espaço e o nosso próprio método. "
Álvaro Levadinha

Olá amigos.

Olá pessoal. Meu nome é Jéssica Levadinha, tenho 20 anos, 8 de corrida de rua e mais de 80 provas. Me apaixonei pelo esporte depois de assitir diversas mulheres vitoriosas correndo. Entre elas: Marcia Narloch, Marizete Moreira, Maria Zeferina Baldaia e outras. Meu treinador é Alvaro Levadinha, (Alvinho). Pai, cozinheiro, psicólogo, coach, que se classifica como "treinador de mentes". Com uma carga esportiva longa, ele competiu por muitos anos pelo Esportivo da Penha na modalidade marcha atlética e depois corrida de rua.
Aqui falarei um pouco da minha experiência como atleta, competições, treinos, nutrição e muito mais. Espero contar com a colaboração de todos, narrando suas aventuras no esporte, também. Vamos que vamos em busca de melhor performance e do sprint negativo.